Vernissage nesta quinta-feira é primeira ação da Arte Engomada

6/03/2010 01:54:00 AM - Goma Comunicação

Após expor uma série de artistas visuais locais com diferentes propostas desde a inauguração do Espaço Cultural Goma, a Galeria Goma dá início a uma nova fase no mês de junho. Gerida, a partir de agora, pela Arte Engomada, recém-formado núcleo de Artes Visuais do Coletivo Goma, a Galeria recebe nesta quinta-feira, 3 de junho, a partir das 20h00, a vernissage que inaugura a exposição "Relicário para um pequeno léxico de palavras", de Lucas Lopes e Ale Magalhães.

Criada com o objetivo de oxigenar o cenário de Artes Visuais de Uberlândia, mantendo o compromisso de abertura da Galeria Goma para novos artistas e ainda explorar outros espaços para intervenções dentro e fora do Goma, a Arte Engomada já nasce intrinsecamente conectada ao Circuito Fora do Eixo, o que deve potencializar ainda mais suas atividades, uma vez que, embora tenha iniciado suas ações no setor da música, esta rede de gestão cultural - presente em mais de 50 cidades do Brasil e da Argentina - já começa a pautar novas linguagens artísticas em suas ações.

A primeira exposição deste novo momento da Galeria Goma traz justamente dois artistas que estão à frente da Arte Engomada, Lucas Lopes e Ale Magalhães, estudantes de Artes Visuais da Universidade Federal de Uberlândia que terão seus trabalhos expostos durante todo o mês de junho. "Relicário para um pequeno léxico de palavras" vem como um cartão de visitas destes artistas que agora passam a atuar também como gestores e curadores destes espaços para intervenções artísticas.

O próprio nome da exposição já deixa este conceito evidente. Lucas e Ale trazem para a Galeria Goma uma série de obras concebidas por ambos nos últimos anos, ainda que não exista relação ou diálogo imediato entre as peças.

No entanto, os artistas vêem possibilidade de diálogo entre estas obras a partir do momento em que passam a compor dois acervos pessoais. "Consideramos (a exposição) um relicário pois são obras que possuem memórias e certo valor afetivo agregado. Entendemos que o conjunto delas norteiam nosso processo artístico e de produção", analisa Lucas. Ao colocar-se estas coleções lado a lado, consolida-se de uma identidade que, a partir de então, passa a dialogar com o própio espaço e seu público.


0 comentários: